Tratamento de esgoto

Para que o tratamento possa ser feito é muito importante a participação das famílias de Brodowski. Os moradores são os responsáveis pela ligação da casa à rede, etapa da implantação do sistema. A adesão oprecisa ser feita de forma correta, com materiais adequados e dentro do prazo de 90 dias após a passagem da rede, para direcionarmos dejetos domésticos para as estações de tratamento de esgoto (ETEs).

A água que segue para o ETE vai para o gradeamento. Um gradeamento do tipo fino  que retém até 12 toneladas por mês de lixo que é jogado indevidamente na rede. Depois ela segue para uma caixa e areia, onde acontece a desoneração, que é retirada de materiais sólidos pesados como a areia. O esgoto segue para o tanque de aeração em direção ao tratamento biológico, onde é exposto à ação de seres microscópicos, que promovem reações bioquímicas e condensam em flocos de lodo a matéria orgânica que até então estava dissolvida no esgoto. Os passos seguintes são a decantação - quando o Iodo vai para o fundo do tanque, separando-se da parte líquida que já está livre de impurezas - e o descarte, quando o Iodo é desidratado e transportado para um aterro sanitário especializado.  Por fim, o esgoto clarificado e tratado é devolvido ao meio ambiente.

Atitudes simples como não descartar resíduos sólidos em ralos e sanitários ajudam a prevenir entupimentos e garantir o funcionamento do sistema. É de grande importância fazer o descarte correto do lixo para a sociedade e para o meio ambiente.

O descarte inadequado do lixo acarreta inúmeros prejuízos, como por exemplo a poluição dos rios, entupimento das galerias pluviais, prejudicando diretamente o processo de saneamento. Outro problema é a poluição da costa marítima, isto porque muito rios desaguam no oceano e esse lixo todo chega as praias, tornando-as impróprias para banho, desequilibrando o ecossistema, contaminando, matando e adoecendo os animais marinhos que confundem os plásticos com comida. Além disso, contribui na proliferação de insetos causadores de doenças como zica e chikungunha.

Vamos fazer a nossa parte e não descartar lixo ou outros materiais em terrenos baldios, em áreas de preservação, não acumular lixo em vias públicas e fazer a separação do lixo para reciclagem.